Existem Fintechs e Fintechs Existem Fintechs e Fintechs
Word 2016, Excel 2016, PowerPoint 2016, OneNote 2016, Outlook 2016, Publisher 2016, and Access 2016. http://www.cdkeypascher.com http://www.cdkeypascher.com/office-2016-3-product-key/ cheap windows 10 key http://www.productkeysale.com http://www.mmkey.net cheap windows 10 key

Clipping

  • Existem Fintechs e Fintechs

    Empresas que fazem uso da tecnologia no setor financeiro pode-se dizer que atua como uma fintech. Algumas delas atuam como prestadoras de serviços de concessão de crédito mas, como mera intermediária de instituições financeiras, uma espécie de correspondente bancário na oferta de crédito. Agora, com a Resolução 4.66/2018 do Conselho Monetário Nacional as Fintechs também poderão conceder crédito sem a necessidade da intermediação de um banco. Mas não é para qualquer uma! Na verdade, elas passam a atuar como uma instituição financeira, mas devendo ser enquadradas nas regras do Segmento S5, com bem menos exigências. Para se ter uma idéia, grandes bancos que operam no exterior, por exemplo, estão no segmento S1. A resolução 4.656/1028 criou a figura de dois novos tipos de instituições financeiras: i) as sociedades de empréstimos entre pessoas; e, ii) as sociedades de crédito direto. Na primeira modalidade, poderão as fintechs que ligam investidores de um lado, dispostos a emprestar recursos com uma taxa de retorno favorável, e tomadores de outro. Nestas operações, o CMN fixou como limite R$ 15 mil por CPF ou CNPJ para cada concessão de empréstimo, ou seja, a exposição máxima do investidor a um tomador de crédito será de R$ 15 mil. Já nas sociedades de crédito direto, atuarão fintechs que emprestam recursos captados por meio de fundos de investimento, o que já existe hoje no mercado. O diferencial será a eliminação do banco como intermediária. As duas modalidades de fintechs dependerão de autorização do Banco Central, pois passarão atuar como instituições financeiras.


  • Jurisprudências

    Direito de regresso no caso de insolvência

    Agravo de instrumento n. 2004.033451-8, de Blumenau. Relator: Des. Sérgio Roberto Baasch Luz. AGRAVO DE INSTRUMENTO ¿ AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE ...

    Leia Artigo Completo